Sobre o fim do mundo




          O fim do mundo não é no dia 21 de dezembro de 2012. O fim do mundo são os arrastões e assassinatos em São Paulo. É a onda de violência em Santa Catarina. É o furacão em NY. É o goleiro que manda matar a mãe do filho. É a bala perdida que mata a criança. É a mulher que mata a pauladas o cachorro. São os ataques terroristas que matam inocentes. É o aluno que agride o professor. É o professor que agride o aluno. São os adolescentes que planejam matar o colega. É quem ainda joga lixo na rua. São as brigas entre torcidas. É a menina que é estuprada dentro do ônibus. É o ladrão que tem regalias na prisão. É o político que rouba na maior cara de pau. É quem vê um acidente e não presta socorro. É quem presencia uma injustiça e não faz nada. É quem age com imprudência no trânsito. É quem age de má fé na vida. Por isso, o fim do mundo é todo dia.

Autor: Clarissa Corrêa é conhecida por suas frases que nos "definem". É redatora publicitária e já trabalhou por várias empresas em Porto Alegre (RS). Escreveu o livro "Um Pouco do Resto" e uma variedade de textos. Aos twitteiros de plantão @clariscorrea e aos blogueiros www.clarissacorrea.com.

Meninas, estava sumida por conta do fechamento do ano letivo. Mas agora prometo aparecer por aqui pelo menos uma vez por semana. Podem me cobrar, ok? Ah, estou tentando reativar meu tumblr também, como havia dito no ultimo post. Um bom final de semana a todas! Aproveitem essa semana, ela pode ser a ultima, literalmente! Hahaha

xoxo,
        cidiniz. 

You May Also Like

0 comentários